CBMDF prevê a convocação de apenas uma turma no ano de 2019



Chegou ao conhecimento da comissão o pedido de orçamento para inclusão de militares no CBMDF no ano de 2019. O documento que está tramitando via SEI faz menção a perda de aproximadamente 3400 militares até o ano de 2025, porém infelizmente o pedido de orçamento contempla apenas 379 novas vagas. Recebemos a informação neste final de semana. Por ser via SEI (Sistema Eletrônico de Informações), onde qualquer funcionário do GDF com acesso ao sistema consegue visualizar o processo.Vale ressaltar que o durante nossa articulação, foi constatado que a competência para solicitar o orçamento e a quantidade de militares que poderão ser convocados é do CBMDF. O pedido de orçamento em questão, assinado pelo comandante geral já demonstra que a continuidade do certame é garantida, porém o número de militares solicitado é completamente incoerente com a atual situação da corporação. No próprio texto do documento fica evidente a necessidade do CBMDF em realizar um ingresso mais massivo para garantir que não haja um apagão de militares nos próximos anos.
Neste caso a comissão mostra que está atento a todas as movimentações relativos ao concurso, e demonstra que a união dos aprovados, pode direcionar novas movimentações relativos ao concurso.

A Comissão dos Aprovados no Concurso de 2017 está trabalhando para tentar incrementar a este pedido pelo menos 3 turmas com cerca de 370 militares para o ano de 2019. Acreditamos que o comando terá a razoabilidade de avaliar as estatísticas e retificará o pedido, baseando-se nos diversos argumentos técnicos possíveis para justificar tal incremento de valor. Tais como a dificuldade e aprovar novos certames, considerando a legislação recém publicada que possibilita um maior aproveitamento dos concursos que tenham candidatos aprovados, em condições de tomar posse, e ainda considerando o histórico de sucesso da corporação, em aproveitar o máximo de um concurso, como o feito em 2011, com a convocação de um segundo TAF e turmas maiores.
A comissão ressalta a necessidade de manter a união, e a necessidade de conseguirmos uma força política expressiva, pois sem apoio, sem um parlamentar, ficamos sujeito a questões meramente técnicas e a mercê do poder discricionário, onde a autoridade, mesmo com possibilidade tecnicamente viáveis, opta por soluções mais triviais.

Comentários

  1. Bom dia a todos desta excelente comissão dos aprovados, com certeza pela discressionalidade, inviável com certeza, apoio de parlamentares certificando assim uma maior visibilidade da necessidade de total convocação dos aprovados para curso dividido em varias unidades CBMDF isso pode ser efetuado e supervisionado pelo centro de formação , esta situação foi realizada épocas passadas em vários quartéis pmdf, vou enviar mensagem ao secretário Laerte bessa área da segurança, repassando situação e necessidade. Deus tá a frente desta comissão

    ResponderExcluir

Postar um comentário